Início | Versos | Prosas | Músicas | Sobre Mim Voltar ao poema original      


Cante Junto

Todas essas estradas,
para onde elas nos levam?
Eu não sei ao certo,
apenas continuo dirigindo,
faça chuva ou faça sol.

Há sempre algum lugar para ir
e essa é uma coisa boa da vida.

Enquanto as ruas me engolem,
eu continuo cantando alto,
não importa a estação,
eu conheço muitas músicas
e eu gosto de cantar junto.

Eu continuo filtrando poesia
das realidades poluídas
em que tenho vivido todos esses anos.
Eu não consigo evitar.
Mesmo que ninguém perceba,
mesmo eu não escreva,
tudo se transforma em um poema em minha mente.
É inevitável, eu sou um poeta.

Eu sou um maldito poeta.
Eu sou a porra do poeta!
Eu sou um poeta do caralho!


(Júlio B.)
www.000webhost.com